• Direito ao trabalho, renda e proteção social

    Em sua emenda ao PL 37/20, que institui o Programa Estadual de Reforço à Renda Decorrente da Prestação de Serviços Ambientais no Estado durante o período de calamidade pública ocasionado pela Covid-19, Renato garantiu assessoria técnica por parte do governo do Estado, como forma de auxiliar associações, cooperativas e catadores na realização dos procedimentos relacionados ao programa, bem como de apoio ao fortalecimento institucional dessas organizações. Renato foi voz firme contra a reforma da previdência estadual.

  • veja principais propostas e participe

    Fortaleza tem a 8ª maior taxa de desemprego entre capitais brasileiras. Queremos renda básica universal e outras políticas protetivas. Defendemos reconversão de empregos e empreendimentos solidários.

     

    - Criação do Plano Municipal de Previdência Social, garantindo a participação ampla, direta e descentralizada da sociedade ao longo de todo o processo de elaboração e implantação

     

    - Criação de programas de fomento à produção de tecnologias que incentivem o comércio local nos territórios da cidade, gerando novas possibilidades de emprego e renda

     

    - Abertura de centros de recepção e comercialização de materiais recicláveis, viabilizando que sejam administrados pelas associações ou cooperativas dos separadores e separadoras, que também serão responsáveis pela comercialização

     

    - Articulação e criação de grupos de economia solidária (associações, cooperativas, grupos de produção) para o enfrentamento ao desemprego das pessoas em situação de rua

Todos os Posts
×
google-site-verification=OSmjn9X_cWNlUHK0gJlinFoFd9kDPpjk2zOQSCSQoy8