• Combate à pandemia e direito à saúde

    Logo após a notificação do primeiro caso de Covid-19 no Ceará, Renato apresentou – e aprovou – o projeto de lei que instituiu o Programa de Diretrizes de Atenção às Populações em Situações de Emergências Decorrentes de Epidemias. Antes disso, criou as leis que instituem no calendário oficial do Ceará a Semana de Conscientização sobre a Alergia Alimentar, o Dia Estadual da Luta Antimanicomial e o Setembro Amarelo.

  • veja as principais propostas e participe

    Saúde não é negócio, é direito. Vamos enfrentar o subfinanciamento e redefinir prioridades da gestão, garantindo que ações de enfrentamento à Covid-19 e outras doenças sejam acessíveis para quem mais precisa.

     

    - Plano de vacinação, garantindo prioridade a quem compõe grupos de risco

     

    - Implantação dos distritos sanitários de saúde, garantindo técnicos de todas as áreas da Secretaria Municipal de Saúde Pública

     

    - Ampliação da Atenção Básica em Saúde, considerando o aumento da cobertura e o aumento do número de equipes da Estratégia Saúde da Família, de agentes comunitários de saúde (ACS) e de equipes dos núcleos de ASF

     

    - Ampliação da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS), com financiamento municipal

     

    - Organização da vigilância em saúde, considerando o monitoramento das diversas formas de violência, especialmente violência de gênero, violência doméstica, violência sexual, violência contra a comunidade LGBTQ+ e violação dos direitos da criança e do adolescente

Todos os Posts
×
google-site-verification=OSmjn9X_cWNlUHK0gJlinFoFd9kDPpjk2zOQSCSQoy8